Título: A Seleção
A Seleção #1
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Páginas: 368
Compre: Amazon / Submarino / Saraiva
Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...

*Sem spoilers*


O livro é narrado em primeira pessoa pela personagem America Singer (que por acaso acaba por ser também uma cantora!), uma jovem de 17 anos. A Seleção se passa num país futurista chamado Iléa, que antigamente era os Estados Unidos, a  sociedade é dividida em castas que vão do 1 ao 8, dos mais ricos para os mais pobres.
  • Casta 1: A nobreza e o clero; 
  • Casta 2: Celebridades, modelos, atletas profissionais, políticos, atores e oficiais;
  • Casta 3: A elite, educadores, filósofos, joalheiros, inventores, escritores, cientistas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, engenheiros, psicólogos, cineastas, produtores musicais, advogados;
  • Casta 4: Fazendeiros, corretores de imóveis e de seguros, chefes de cozinha, mestres de obras, proprietários e donos de restaurantes, lojas e hotéis;
  • Casta 5: Músicos, dançarinos, fotógrafos, artistas de modo geral;
  • Casta 6: Secretários, serventes, governantas, costureiras, balconistas, cozinheiros, motoristas;
  • Casta 7: Jardineiros, pedreiros, lavradores, pessoas que limpam calhas e piscinas, e quase todos os trabalhadores braçais;
  • Casta 8: Pessoas com deficiência (especialmente quando desamparadas), viciados, fugitivos, sem-tetos;
America é da 5, ou seja, é de uma família de artistas e passa por muitas dificuldades financeiras, uma chance dela melhorar de vida seria casar com alguém de uma casta superior. Entretanto, ela se encontra apaixonada por Aspen, um rapaz da casta 6 com quem mantém um namoro secreto. 

Tudo caminha bem na medida do possível até que um dia os Singer recebe uma carta que convida America a participar da Seleção, uma "competição" pelo amor do príncipe Maxon. Após muita pressão de sua mãe para se inscrever, a protagonista finalmente cede já que a possibilidade dela ser selecionada seria de uma em um milhão, certo? Errado! 

America é obviamente selecionada e por mais que ela queira se recusar a ir, o apoio financeiro que vem com a sua participação poderia realmente ajudar a sua família e simples assim a decisão não poderia ser mais fácil de se fazer. Não vou contar mais nada da história se não posso deixar escapar um spoilerzinho...


"Eu não vou lutar. Meu plano é aproveitar a comida até me expulsarem."

América é uma garota forte, sarcástica, corajosa, bondosa e um tanto inusitada. A sua família é a prioridade número um, muitos de seus atos faz pensando neles e como ajudá-los a sair da situação difícil, tanto que por causa disso deseja ficar o máximo de tempo possível na Seleção.

Maxon é um personagem que é realmente julgado, por ser da realeza se assume que leva uma vida fácil. Com um pai ditador olhando cada passo dele, a Seleção era a oportunidade perfeita de ser livre e escolher alguém com quem pudesse criar uma verdadeira relação.

Entre as selecionadas, conhecemos Marlee e Celeste, que para mim são as únicas que merecem ser comentadas. Cada uma delas é autêntica ao seu modo, enquanto Marlee é a encarnação da bondade em pessoa, Celeste é manipuladora e capaz de tudo para ter o que quer (no casa a coroa).

"...Encha sua jaula com mulheres brigando pela mesma coisa e veja que legal é. (...) Elas brigam por duas coisas. Algumas por você, outras pela coroa. E todas já sabem o que falar e dizer para que sua escolha seja óbvia."

Gostei bastante da escrita da autora, apesar de o romance ser claramente o foco, ele não é o único tema abordado, temos a política como o pano de fundo, que nessas partes de castas lembram muitos dos distritos de Jogos Vorazes, mas que ainda de um jeito consegue ser totalmente diferente.

Gostei bastante dos personagens, apesar de serem simples foram muito bem trabalhados, cada um com uma personalidade diferente.

Particularmente, só há dois pontos negativos, um deles é falta de descrição de Aspen, apesar dele e a protagonista ficarem juntos por mais de dois anos não há muitas informações, gostaria de saber um pouco mais sobre ele, quem sabe a autora trabalhe isso no próximo livro. O outro é a indecisão de America, uma hora quer aquilo depois não quer mais, se decide logo pelo amor de deus! Mas, não é nada que chegue a atrapalhar.



Enfim, é uma leitura agradável, prende do início ao fim, tanto que que li em um dia e meio.
Super recomendo para quem gosta de romance com uma pitadinha de distopia, leiam o mais rápido possível!

Já sobre a edição do livro, ela é maravilhosa, essa capa é fabulosa, páginas amareladinhas, fonte confortável aos olhos, nenhum erro de revisão que tenha visto.


E vocês o que acharam? Conhecem ou já leram o livro? Deixe a sua opinião nos comentários :)


15 Comentários

  1. Oi!
    Li essa série à época do lançamento e até hoje sou apaixonada por ela, principalmente por esse primeiro livro que nos deixa cheios de vontade de devorar o seguinte. Toda a trama, a premissa e os personagens criados pela Kiera são extremamente cativantes e todo o conjunto torna impossível não gostar do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Nunca consegui nutri um interesse na obra, até tentei, visto a quantidade de pessoas falando sobre ela, porém, não sou o perfil de leitora.

    ResponderExcluir
  3. Olá, sou apaixonada por essa saga que conhecia por acaso alguns anos atrás, nem imaginei que fosse fazer tanto sucesso!
    Beijos! Blog Sara Menezes

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem ?
    Eu vejo tantos elogios dessa saga mais não tenho interesse para ler,acho que por todos falarem aí fico com receio de não gostar, mais um dia irei ler para tirar a dúvida .
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Tenho muita vontade de ler os livros dessa série, com certeza eu vou gostar e acho que vou ler bem rápido também.

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu me apaixonei por A seleção. Foi coisa assim... sem explicação. Quando não estava nem notando, me apaixonei por tudo o que a autora nos apresenta. A América me irritou um pouco durante a leitura, mas nada que atrapalhasse a minha experiência com o livro.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kerol!
    Eu estou simplesmente doida para ler esse livro, coloquei ele na minha wishlist faz tempo, mas infelizmente não tive a chance ainda de adquiri-lo. Por sua resenha, dá pra ver que a obra é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Li esse livro a um tempinho já e até hoje me surpreendo com a premissa. Recomendo muito a leitura dos demais, vai se surpreender.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Adoro demais Kiera Cass, e quando li A Seleção - tem bastante tempo - fiquei encantada. Sim de fato de uma forma simples mas ao mesmo tempo bem caracterizada, os personagens de te encantam. E de fato o pano de fundo político é uma ótima na história, mas apesar de amar, confesso que não espere muito, porque algumas vezes ele será esquecido para dar foco no romance. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gostei de ver sua resenha da kiera, já li a trilogia inteira e amo demais, aposto que se você gostou tanto assim do primeiro livro, vai se apaixonar pelo segundo que eu acho que é mil vezes melhor.

    ResponderExcluir
  11. Acredite, você está só no primeiro livro, vai se irritar muito ainda com a indecisão de America, eu já li a alguns anos a trilogia e confesso que não foi uma perca de tempo total mas foio uma leitura um tanto arrastada para mim por conta das indecisões de America e a chatise de Aspen. Mas espero que goste de A elite e A escolha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Não senti falta de descrição do Aspen não, peguei birra dele no primeiro livro e isso continuou até o fim, e isso foi agravado no segundo livro... Que, aliás, eu odiei. Depois fiz as pazes com a série, mas A Elite eu ainda jogaria no meio da rua pra ver ele ser atropelado se não estivesse autografado... Rs... Espero que goste dos outros volumes!

    ResponderExcluir
  13. ''Um tanto inusitada'' é pouco. A America é tudo que não se espera de uma garota numa competição por um garoto lindo e uma casta alta. Eu gostei muito dela nesse primeiro livro, mas peguei muita raivinha nos próximos, você vai ver porquê, se ainda não leu. Eu amei essa série e o que é bom dela é exatamente a simplicidade, a despretensão. Usa uma distopia de fundo para ter o que rolar além do romance, mas não desenvolve demais a ponto da gente esperar algo muuito elaborado. Foi bem legal de ler mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Olá, já faz alguns anos que li a trilogia (que virou série)...kkkk

    Gostei dos 3 primeiros livros, América é uma garota divertida.

    Abraços

    ResponderExcluir